Home / Cases de sucesso

Murilo Luvisotto Vieira

2018 - Fisioterapia

Murilo Luvisotto Vieira

05 de outubro de 2021 ás 15:12
2018 - Fisioterapia

O técnico administrativo Murilo Luvisotto Vieira, 29, é cliente da Clinisport Prime desde outubro de 2018. Conheceu a nossa estrutura para iniciar um tratamento fisioterapêutico após sofrer um acidente de motocicleta um mês antes, em setembro, no qual teve uma fratura cominutiva exposta do platô tibial, lesões de todos os tecidos, arterial e de nervo tibial, e por fim, de membro inferior esquerdo.

Murilo ressalta que após iniciar o seu trabalho na clínica, sua evolução foi nítida e perceptível, alterando significativamente a sua periodicidade em suas sessões. "Entre 2018 e 2019 eu ia cinco vezes durante a semana. Já no início de 2020 eu tive uma melhora muito grande, daí fui reduzindo gradativamente para três, duas, até chegar uma vez por semana. Tudo fruto de um belíssimo trabalho do fisioterapeuta Thuan".

Inclusive, a grande convivência com o profissional possibilitou que ambos pudessem desenvolver uma forte ligação de amizade, que fortificou ainda mais o trabalho desenvolvido entre os dois. "Desde o começo após o trabalho inicial com o Kleber, o Thuan acompanhou todo o meu crescimento desde então. Nunca tinha feito fisioterapia. E na Clinisport sempre fui muito bem atendido, desde o pessoal da recepção, do próprio Kleber, e claro, do Thuan, que se tornou um amigo pessoal, isso é muito legal. Durante todo o processo fui muito bem cuidado nos atendimentos, porque apesar da lesão ser séria, não senti muita dor nas atividades. A atenção fez total diferença neste processo. Tive muita segurança, pois quando soltei a muleta e pisei os pés no chão pra valer, a felicidade foi imensa", vibra o paciente.

E com o trabalho desenvolvido, Murilo condiciona a sua vida com mais conforto e prazer, possibilitando ter uma qualidade de vida nunca imaginada antes. "E depois passando por médicos, todos eles ficaram impressionados com os resultados que obtive na fisioterapia da Clinisport Prime. Hoje levo a vida normal, com pouquíssimas sequelas e devo muito a vocês todo esse ponto de evolução", finaliza Murilo.

Atualmente, o paciente mantem um trabalho no setor da academia, com supervisão constante dos profissionais envolvidos no processo.